Pequeno guia para subir a Serra da Estrela

Mapa2

A Cida L. pediu ajuda na caixa de comentários do único post que fiz sobre a Serra da Estrela, para uma viagem de carro que fará agora em outubro com duas amigas. O Toni Gravata, gentil como um lorde inglês (lorde inglês é gentil? não sei, mas se for, o Toni é desse tipo), conhecedor da área, fez um roteiro supimpa, reforçado pelas dicas da também portuguesa Isabel O., uma amiga destes curiosos tempos da internet.

Estivemos na Serra em 2004, Teté, filhas e eu, vindos de Madrid. Fizemos uma escala na cidade da Guarda, onde nosso amigo Toni transformava um velho lagar com espessas paredes de pedras na sua casa à prova de terremotos 8 pontos na Escala Richter.

Ficamos poucos dias. Fomos interrompidos pelo atropelamento de um gato, da espécie folgatus felinus, hoje entronizado na ordem dos cetáceos, em São Pedro do Estoril e que exigiu a presença urgente da família para confortá-lo pelo transe doloroso.

Casamento-e-outros-159
Na foto da Teté, Chico Buarque de Holanda exibe suas cicatrizes enquanto toma uma ducha rápida

Foi um passeio tão rápido que tenho dificuldade de associar nomes e lugares. Mas a memória (ou, no meu caso,vaga lembrança) afetiva não me trai.

Lembro perfeitamente por exemplo que adorei almoçar no Vallécula, em Valhelhas (sei destes nomes agora, lendo embaixo as dicas do Toni para a Cida).

DSCN2001DSCN1998

Toni disseca um pudim (será de pão?)  no Vallécula, eu sou praticamente um militante do movimento “Salvem o Leite Creme”

Depois fomos descansar à margem do rio com a família reunida, rindo e falando abobrinhas, ou, dependendo de que lado você está do Atlântico, curgetes.
 Serra22b

Serra6

Subimos a Serra num lindo dia de sol e, num esforço de enquadramento, nos fotografamos como se estivéssemos a ponto de esquiar nos escassos blocos de gelo remanescentes do inverno junto à estrada. 

Serra

Admiramos a torre no ponto mais alto de Portugal e as vacas que ali pastavam (???).

DSCN2016

Serra-da-Estrela

Também andamos pela cidade da Guarda, onde o que mais me chamou a atenção, além do belo centro histórico, foi a frase de D. Sancho I, fundador da cidade, ao pé da sua estátua: “Ai muito me tarda o meu amigo na Guarda”.

Serra10

Como não poderia deixar de ser, muitas interpretações se fizeram ao verso do bardo lusitano. O uso do vocábulo “Ai” no início da frase levou a muitas precipitações homófobas. Mas confesso que a mim também me tarda o meu amigo na Guarda, ainda que eu me poupasse de emitir um “Ai”, sem ver qualquer demérito para quem o faça.

Serra4

O meu testemunho sobre a cidade da Guarda não seria completo sem mencionar o mais desinibido gárgula, se podemos chamar assim, que já vi. No alto da antiga Catedral, a escultura de uma bunda com um, perdão pela crueza do linguajar, cu profundo e tenebroso voltado na direção de Espanha mostra como os irmãos ibéricos praticam com gosto a etiqueta da boa vizinhança.

Serra11

Espero em breve voltar lá, para conhecer melhor aquilo que vi de passagem. Enquanto esse dia não vem, deixo com vocês as dicas do Toni e da Isabel para a Cida L.

“Outubro já é um mês bonito, com a paisagem a verdejar, temperatura agradável e menos gente nas estradas, que são seguras, com as devidas precauções nas zonas das curvas de serra”, informa com precisão Toni Gravata. Que dá o rumo:

“Na região do Sabugal, é imperdível uma visita a Sortelha, aldeia muralhada, em grande parte recuperada, muito bonita.

Serra12

“Pode passear na muralha, a vista é deslumbrante.

Serra14

Serra16

(Abro aqui parênteses para alertar sobre os riscos de se utilizar a escada errada para descer das muralhas. Como se pode ver na foto abaixo, até mesmo os nativos se atrapalham com a tosquidão arquitetônica medieval e por muito pouco não sucumbiram ao vexame de chamar o resgate para serem retirados daquela arapuca)

Serra17

(Aproveito os mesmos parênteses para salientar que em Portugal ainda se acham lugares como este, belos e autênticos, poupados da descaracterização provocada pelo turismo de massa)

Serra18

Serra19

“Daí – prossegue Toni -, recomendo seguir para Belmonte, berço de Pedro Álvares Cabral, com um património histórico e cultural vasto e bem assinalado. Seguindo em direcção a Manteigas, passará por Valhelhas onde o almoço no famoso Vallécula é imperdível.

Serra5
Paisagem campestre em Valhelhas, à margem do rio

“A estrada para Manteigas, ao longo do rio Zêzere, é um lindo passeio, c
ontinuando a subida da Serra sempre pelo vale do rio, até à nascente, e continuando até aos Piornos, ponto mais alto do País.

DSCN2013
Na foto da Teté, a estrada que leva ao topo de Serra

“Daí, eu gosto de descer para Seia, do lado norte da Serra e rumar a Gouveia, Celorico da Beira e Guarda. Um pouco mais a norte da Guarda, recomendo visitar Almeida e Castelo Rodrigo, duas vilas muralhadas mas de épocas e arquiteturas completamente diferentes.”

Ao que a Isabel acrescentou:

“Em Belmonte abriu recentemente um museu chamado ‘À Descoberta do Novo Mundo’, centrado sobre o Brasil e a viagem de Pedro Álvares Cabral. É engraçado, moderno e vê-se bem.

“Nessa altura do ano (outubro)  já é mais fácil arranjar alojamento. Há muita variedade. O mais económico para esses lados são as pensões/residenciais, mas também já há outras opções como turismo de habitação a preços razoáveis e apartmentozinhos.

“Eu já por duas vezes que fico aqui – www.quintadoforninho.com.pt. Não é bem dentro da Serra mas o acolhimento, o preço e a possibilidade de poder comer em casa agradam-nos (não será o vosso caso que devem estar em trânsito, é diferente de sair de casa de carro com o que é necessário).

“Noutro nível já ficámos aqui – é absolutamente recomendável (e vale mesmo o preço) – www.casadaspenhasdouradas.pt ou www.wonderfulland.com. Penhas Douradas é ao pé de Manteigas.”

Isabel ainda recomendou o trajeto que a Cida quer fazer de Évora à Serra:

Untitled-2

Évora – Estremoz – Portalegre – Castelo Branco – Covilhã (aí está na Serra e fará uns passeios – no Turismo dão-lhe mapas)… depois ou faz Covilhã-Seia – Viseu (por dentro do Parque Natural da Serra) ou Covilhã – Belmonte – Guarda – Celorico da Beira – Viseu. De Viseu há auto-estrada para Aveiro. Nestes sites encontra informação útil: www.rtserradaestrela.pt,  www.portalserradaestrela.com e  www.serradaestrela.biz.”

About these ads

Sobre Beto Paschoalini

É o que dizem por aí.
Esse post foi publicado em Portugal e marcado . Guardar link permanente.

68 respostas para Pequeno guia para subir a Serra da Estrela

  1. Mô Gribel disse:

    A foto da escada está sensacional!!!!!!!!! :lol:
    Que vontade de voltar a Portugal!!!

  2. Isabel O., Portugal disse:

    Beto:
    Mas há algum sítio por onde passe onde não haja sempre um amigo local para o levar aos melhores cantinhos?
    No Carnaval passado estive na Serra. As minhas fotografias ainda estão mais giras – estava IMENSA neve mas o sol brilhava de uma forma intensa e deslumbrante.
    Se quiser, ou os seus visitantes, conhecer hoteis portugueses bons, de forma informática e artisticamente irrepreensível, o portal é o que ficou acima
    http://www.wonderfulland.com
    Mô:
    Volte sempre. E diga qualquer coisa… Depois de ver sempre por aqui ( e no VnV) alguns nomes, vou ficando cheia de vontade de os conhecer pessoalmente.

  3. Beto disse:

    Mô, seja feita a tua vontade. Beijocas. E como disse a Isabel, volte sempre.
    Isabel, viajar às vezes é um pretexto pra ver os amigos (ou serão os amigos um pretexto pra viajar?). Seja como for, são maravilhas da vida que juntas ficam ainda melhores. Volte sempre você também. Beijos.

  4. Toni Gravata disse:

    A Serra da Estrela e arredores tem tana coisa linda para ver, dependendo do gosto de cada um, naturalmente, que é difícil fazer um único roteiro. Por exemplo, para quem goste de admirar as velhas casas senhoriais, infelizmente quase sempre em bastante mau estado, é preciso entrar em quase todas as pequenas povoações e seguir as setas que indicam os solares. ùltimamente tenho circulado bastante e fico com ganas de comprar aqueles lindos casarões e recuperá-los todos! Vou mandar algumas fotos.

  5. Beto disse:

    Aguardamos as fotos, Toni.

  6. Cida L disse:

    Beto, Toni e Isabel nem sei como agradecer. Estou partindo amanhã. Fico quatro dias em Lisboa, depois 3 em Évora e de lá nos mandamos para a Serra.Da Serra ainda vamos a Aveiro e Porto Depois volto aqui para contar tudo.Vcs não existem!!!! Muito obrigada!!!!

  7. Beto disse:

    Cida, faça uma excelente viagem.Abraço.

  8. Isabel O., Portugal disse:

    Boa Viagem.
    Beijinhos lusos

  9. Sergio disse:

    Boa Noite:Gostei muito do “Pequeno Guia”.Estou planejando 3 semanas em Portugal em maio/2010, de carro.Infelizmente, a Serra deverá ficar (ou não,quem sabe?) para outra viagem.Meu planejamento inicial é: 4 noites em Lisboa, pegar o carro, descer a costa alentejana rumo a Sagres,com pernoite.Depois visitar o Algerve,com pernoite em Faro.Subir para Évora e pernoitar.Dali a Óbidos (2noites).Visitar Alcobaça/Batalha/Tomar.Passar por Coimbra.Porto(3noites).Vale Douro(2 noites, pernoites em Pinhão). Dali ao Minho (3 pernoites na região de Ponte de Lima).Voltar direto para Lisboa (passando por Aveiro) para as últimas 2 noites – visitar Cascais/Estoril/Sintra/Mafra/Queluz. O que acham da distribuição do tempo ? Críticas e sugestões são bem-vindas. Abraço, Sérgio.

  10. disse:

    O Tico (ou será o Teco?) não güentava mais o Beto e se mandou! :sad: :mrgreen:

    Post bacana (como sempre), BetôÔÔ!

    Abs, :mrgreen:

  11. Isabel O., Portugal disse:

    Olá Sérgio
    Espero que não fique um pouco desiludido com o Algarve, Há lugares com um excesso de construção desastrosa. Procure ir a lugares onde ainda é possível ver um pouco do velho Algarve – Alte, Ferragudo, Cacela-a-Velha. Como cidades a visitar aconselharia Lagos e Tavira. Lagos possui o mais antigo mercado de escravos que se estabeleceu em Portugal. Fuja de terras como Albufeira e Quarteira. A pastelaria e o peixe algarvio recomendam-se.
    Consulte também os blogues do Arnaldo e do Ricardo Freire. Neste momento este último tem links sobre Portugal junto a este post do Beto, que foi reproduzido no Viaje na Viagem.
    Oh Beto, não lhe estou a roubar clientes, estou?

  12. Sergio disse:

    Isabel O.,
    Grato pelas dicas. Além do blog do Beto, naveguei, também, pelos blogs do Arnaldo (lindas fotos !)e do Ricardo Freire, como sempre faço, para montar o roteiro básico. Na verdade, estou sempre transitando pelos diversos (e maravilhosos !) blogs da comunidade de viajantes, à espreita de idéias para a próxima viagem.

  13. Beto disse:

    Zé, o Teco, coitado, pirou de tédio.
    Sérgio, reduz o ritmo, cara. Em viagem, devagar é mais.
    Isabel, fique à vontade, a casa é sua.
    Beijos a todos.

  14. Arthur disse:

    Show. E espero que o pobre e infortunado felino folgado já esteja recuperado e bem gordo.
    E fantástica a grande descoberta, a inenarrável foto do “ânus do mundo” rsssss E eu que pensei que fosse o Hoyo Soplador em San Andrés…
    Abs!

  15. Ricardo disse:

    Beto,
    legal você viajar com minha filha. Cancún depois de amanhã, certo? É curioso ver como caminhos tortos se ramificam e se cruzam. Falei bem de você para ela. Seu blog me deixa com nostalgia de Santos e daqueles amigos meio loucos (ou seriam tempos meio loucos?). Enfim, é tudo muito engraçado.
    Minha mulher, Carol, também andou fazendo um blog de viagem, sem muita continuidade, e dei ums pitacos nele. Se quiser dar uma olhada, entre em fuiejavolto.wordpress.com
    Um beijo, meu velho irmãozinho.E boa viagem.

  16. Clara disse:

    Estou planejando ir de Évora a Marvão e daí até a Serra da Estrela, onde terei um dia e meio, talvez 2 dias.

    As estradas são seguras, principalmente considerando que é inverno e provavelmente deverá ter neve?

    O meu interesse não é esquiar, mas sim um turismo cultural e paisagístico. Nesse sentido, o que é realmente imperdível na Serra da Estrela e qual um roteiro lógico para de lá, seguir para Coimbra?

    Um dos locias que visitarei é Belmonte. O que é mais interessante: Sortelha ou Covilha?

    Agradeço qualquer tipo de dica que possam me dar.

  17. Isabel O., Portugal disse:

    Olá Clara
    As indicações da Cida servem para si. Marvão não fica ssim tão longe de Évora. Tem que apanhar a estrada que vai para Portalegre e daí para a Serra. As estradas só ficam cortadas de vez em quando mas praticamente só a caminho do ponto mais alto – Torre. Este ano já houve uma excepção mas foram dois ou 3 dias e nunca mais aconteceu.
    Observe o mapa – de Viseu segue naturalmente para Coimbra.
    Sortenha não é muito comparável a Covilhã. É uma daquelas terras portuguesas de pedra, que parece ter parado no tempo. Aconselho vivamente. (Veja foto acima)Covilhã é um centro urbano mais “normal”.
    Em Belmonte vá ao museu de pedro Álvares Cabral. (E se der ao Judaico – é diferente e interessante).
    Ainda na serra é bonito ver a nascente do rio Mondego.
    Se ler bem o post vai achar muitas recomendações.
    Boa viagem

  18. Beto disse:

    Clara, vai na da Isabel, coautora do post, a quem agradeço vivamente por ficar atenta ao blog. Beijos às duas.

  19. Clara disse:

    Isabel O. e Beto, super obrigada pela atenção(vai um pouco de carioquês aí).

    Estou quase fechando o roteiro. Dormiremos 4 noite em Lisboa(um dia será dedicado a öbidos -de carro), uma em Évora, uma em Marvão, uma em Belmonte(creio), talvez um em Manteigas, seguindo recomendação sua, Isabel(Penhas Douradas), uma em Coimbra, quando voltamos a Lisboa e no caminho pararemos em Alcobaça e Batalha.

    Pesquizando e lendo, posso perceber claramente que 10 dias não são suficientes para conhecer Portugal. Uma boa oportunidade para voltar e conhecer o Porto, Guimarães e tantos outros lugares interessantes e bonitos.

    Meu marido e eu estamos muito empolgados!

    Isabel, também pretendo ir aos dois museus que voc6e sugeriu, sim.

  20. Toni Gravata disse:

    Clara
    Se tiverem tempo, depois de visitarem Belmonte e Sortelha(ambas imperdíveis), recomendo seguir para Sabugal e Almeida antes de retomarem a autoestrada para Coimbra. Almeida é uma vila muralhada do início do sec XIX, construída para fazer frente às tropas naopleónicas, e tem uma arquitetura muito pouco comum em Portugal e única na região. Lá poderão visitar o museu militar e o picadeiro (ex-quartel do regimento de cavalaria), muito bonito.
    Percebi que o vosso tempo é escasso, senão haveria muito mais para ver nesta região. Fica para a próxima!
    Boa viagem e bons passeios.

  21. Clara disse:

    Tony, sim o nosso tempo é apertado, mas só de ler e pesquisar fiquei apaixonada pelo país e triste por deixar lugares importantes de fora. Não me conformo de não poder conecer Guimarães por exemplo, o beerço de Portugal e vários outros lugares que gostaria muito de explorar.

    Quais são os sabores mais típicos da Serra da Estrela. O queijo da Serra é famoso, meu marido, que adora comer queijo vai se emppanturrar. Vocês recomendam algum prato típico, sopas?

  22. Toni Gravata disse:

    Clara,não posso deixar de recomendar os enchidos da região, especialmente as morcelas e as farinheiras, na Guarda. Mas, se forem a Sortelha, sugiro que vão almoçar ao Soito (cerca de 30 minutos de viagem) ao restaurante Zé Nabeiro e provem a sopa de cornos (Atenção: só à 4ª feira e sábado)depois de umas carninhas grelhadas na lareira acompanhadas com umas batatinhas assadas na brasa, tudo regado com um azeitinho delicioso!
    Bom apetite!

  23. Beto disse:

    Sopa de cornos, Toni? Não sabia que isso existia! Os cornos são de quem? Clara, com todo o respeito, se eu fosse tu não perderia essa sopinha. :mrgreen:

  24. Clara disse:

    Muito obrigada, Tony e Beto. Estarei atenta à sopa de cornos. Também esse nome é facil lembrar, né?

    Já percebi que Sortelha vale a pena, pela sugestão de vocês. Não estava nos meus planos, mas agora está.

  25. Isabel O., Portugal disse:

    Juro que nunca ouvi falar. Mas quem sou eu para duvidar???

  26. Clara disse:

    Isabel, Toni, Beto:

    Preciso de uma opinião sincera. Desculpa estar fora do tema serra da Estrela, mas é exatamente após a Serra Da Estrela.

    O que vale mais a pena visitar: Porto ou Coimbra?

    É que ontem encontrei uma conhecida, que ao saber que iríamos a Portugal, achou uma pena que não pudesse conhecer o norte de Portugal, notadamente o Porto. Por outro lado questionou o por quê de ir a Coimbra e disse que ficou decepcionada com Évora(onde já tenho até reserva de hotel).

    Ë bom salientar que é uma pessoa que a-d-o-r-o-u Portugal, mas senti que ela sugeriu alguma mudança. Fiquei um tanto surpresa e ainda disse: “mas Évora é patrimônio da humanidade” conferido pela UNESCO, mas ela disse que era pouco e deu a entender que existem lugares mais interessantes. Me bateu uma insegurança. Vocês tem alguma opinião?

    Os comentários são bemvindos pois quero aproveitar da melhor maneira o nosso tempo em Portugal.

  27. Beto disse:

    Clara, acho que o teu roteiro já está cheio até demais. Desculpe-me por não ter dito isto antes, mas ando muito ocupado e não pude dar a atenção necessária, além do que as dicas da Isabel e do Toni são de quem conhece Portugal muito mais do que eu. Não sei se você já reservou hospedagem em todos os lugares em que você vai estar, portanto, este comentário pode ser extemporâneo. De qualquer modo, acho que o melhor é escolher algumas poucas bases, como Lisboa (para a cidade e imediações – Cascais, Sintra, Óbidos), Évora (Alentejo – Estremoz, Monsaraz), algum lugar próximo à Serra da Estrela (de onde vocês podem partir para os passeios de carro) e Coimbra. O Porto é uma cidade belíssima que merece ser visitada. Só que você vai precisar de pelo menos 4 dias para conhecê-la e acho que você não terá esse tempo todo. Você vai precisar programar outra viagem para o norte de Portugal. Quanto a Évora, e por consequência o Alentejo, considero um dos lugares mais interessantes de Portugal. Meu conselho é que, em vez de acrescentar novos destinos, você busque enxugar um pouco mais o teu roteiro, permitindo estadas um pouco mais longas.

  28. Clara disse:

    Beto, obrigada pela atenção. Sim, de fato desisti de vez do norte de Portugal ontem à noite, refletindo bem. Como você diz, vale outra viagem.

    Ficarei 4 dias em Lisboa(um dos quais irei e voltarei a Öbidos)

    Depois irei a Évora, onde passarei i dia(dormindo lá), indo depois para Marvão(também no Alentejo) onde também dormirei. Depois a Serra da Estrela, onde ficarei no lugar sugerido pela Isabel. Ainda não resolvi se passo 2 noites na Serra da Estrela e 1 em Coimbra ou o contrário. Essa é a minha útima dúvida.
    A última noite será em Lisboa e no caminho vamos vistiar Alcobaça e/ou Batalha.

    Viajo em dois dias, portanto se alguém se lembrar de alguma outra coisa ou quiser comentar, agradeço imensamente.

    Jä me apaixonei pelo país.

  29. Clara disse:

    Quero dizer que já estou de volta de uma agradabilíssima viagem a Portugal!

    Antes de mais nada, abro um parêntesis para deixar claro que Évora é simplesmente maravilhosa, e Coimbra também.

    E a Serra da Estrela, escreverei em breve, mas adianto que é um lugar maravilhoso e nós a atravessamos. Demos sorte, havia nevado bastante poucos dias antes, mas pegamos tempo firme(muito frio), e uma paisagem linda, com bastante neve nas Penhas Douradas.

    Depois conto mais.

    Já tenho uma próxima viagem a Portugal toda planejada!

  30. Beto disse:

    Espero que as nossas dicas tenham sido úteis. Conte pra gente, Clara, queremos detalhes. Seja benvinda.

  31. Toni Gravata disse:

    Fico contente por saber que gostou do passeio serrano. Deu tempo para provar a sopa de cornos?
    Queremos ver fotos!

  32. Clara disse:

    Beto, Toni e Isabel O.,

    Fizemos um excelente passeio serrano! Fomos de Marvão – que lugar mágico! – por uma ótima rodovia(essa que setá assinalada no mapa acima, do blog) direto para Belmonte, parando apenas para um café e reabastecimento, perto de Castelo Branco.

    Todo o caminho foi muito bonito e prazeiroso, desde o Alentejo. Perto de Castelo Branco ou logo após, já se começa a ver montanhas, mas ainda não é a Serra da Estrela. Passa-se por um túnel de um quilometro e meio aproximadamente, e aí sim, já vemos a cadeia da Serra da Estrela, com as partes mais elevadas cobertas de branco. Aí dá aquele frisson ao pensar: “é para lá que estamos indo!”

    Em Belmonte estivemos no Museu dos Descobridores, dica da Isabel, e no Museu Judaico, muito interessante. Juseus e cristão-novos viveram em vários pontos da Serra da Estrela, notadamente Belmonte, mas não só.

    Passamos por Manteigas, passamos por Valhelhas, onde comentei com meu marido sobre o restaurante indicado aqui no blog(Vallecula), mas não estávamos com fome e queríamos chegar no nosso hotel antes do escurecer, justamente para apreciar a paisagem da subida da Serra.

    Que é simplesmente deslumbrante!

    Conforme íamos avançando sobre a altitude da serra e suas curvas, a temperatura exterior ía caindo grau a grau. De 8 graus positivos passando por Manteigas, chegamos nas Penhas Douradas com 1 grau negativo, tempo límpido, às 18:00 horas da tarde(estava anoitecendo às 18:30).

    Portanto vimos a Serra de olhos bem abertos, sem neve na estrada, mas com muita neve fora dela e nas árvores. Lindo, e de tirar o fôlego.

    Ficamos na Casa das Penhas Douradas(www.casadaspenhasdouradas.pt), outra dica da Isabel. O hotel é feito de uma forma a valorizar a paisagem ao redor, além de ser super confortável e acolhedor.Percebi que boa parte dos hóspedes é de portugueses, e foi ótimo conversar ali, naquele ambiente tranquilo, com a lareira acesa.

    No dia seguinte, não sendo possível ir a Sortelha(caminho oposto), atravessamos a Serra passando por Gouveia, e parando em Linhares, que adoramos(cidade medieveval), com um castelo, e nenhuma exploração comercial. Gostamos imensamente de lá(recomendo) e do caminho para lá, passando pelo Parque Nacional da Serra da Estrela.

    De Linhares fomos para Seia, onde visitamos o Centro de Interpretação da Serra da Estrela http://www.cise-seia.org.pt/, um museu moderno, interativo, interessante para todas as idades. Depois dessa visita, rumamos para Coimbra.

    Toni, sinceramente esqueci da sopa de cornos, mas tomei o melhor caldo verde da minha vida!

    Quando voltar a Portugal, voltarei à Serra da Estrela para vistar lugares que gostaríamos de ter ido, mas não tivemos tempo. Guarda, Sortelha(morri de pena!), Snadomil e outros lugares interessantes e belos.

    Ah, o queijo da Serra da Estrela é realmente uma delícia!

    Obrigada a todos pelas dicas, e qualquer dúvida, fico, muito humildemente, à disposição.

  33. Clara disse:

    Não sei por que a Casa das Penhas douradas saiu tão espaçada, e o link certo é: http://www.casadaspenhasdouradas.pt/

    Onde se lê Snadomil, leia-se Sandomil.

    Onde se lê Parque Nacional leia-se Parque Natural da Serra da Estrela.

  34. Isabel O, Portugal disse:

    Olá Clara
    Fico muito contente que tenha tido uma boa viagem e tenha gostado das sugestões dadas. A Casa das Penhas Douradas esteve fechada para ampliação. Foi por si que constactei já ter aberto.

  35. Clara disse:

    Isabel, suas dicas foram ótimas! A Casa das Penhas Douradas foi reaberta para o Carnaval, e nós chegamos lá logo após(o carnaval), eu já tinha feito reserva.E a ampliação ficou boa, não descaracterizando em nada o lugar.

    Lamentei profundamente não ter tempo de conhecer Sortelha, que você havia sugerido.

    Meu marido e eu amamos nossa visita a Portugal e dá vontade de voltar o mais rápidamente possível.

  36. Rosa Maria disse:

    Olá Boa noite e parabéns pelo blog. Eu e meu marido iremos à Portugal em maio e pensamos em ir do Porto à Lisboa de carro, conhecendo algumas paragens pelo caminho. Inicialmente pensei em seguir apenas pelo litoral, mas desde que fui à Lisboa em 99, sonho com a Serra da Estrela.
    Vocês poderiam dar sugestão de rota a partir do Porto, bem como melhor lugar para servir de base?
    Desde já agradeço muito a atenção.

  37. Beto disse:

    Rosa, para traçar a sua rota basta colocar local de origem e o endereço de destino no Google Maps. A ferramenta irá indicar as rotas, quilometragem e tempo estimado de viagem. As dicas que tenho para a Serra da Estrela são as que já estão aqui neste post, assim como nos comentários.

  38. Tiago disse:

    Absolutamente fantástico! Já estive 4 vzs em Portugal e não fui à Serra da Esterla ainda… da próxima vez vou sem falta! Só não posso pisar em Lisboa, se não acabo ficando!

  39. Marilda disse:

    Ola
    Parabéns pelo blog!Dicas exelentes!
    Já fui a Portugal uma vez e amei o norte do país! Porto, Braga… Lindas cidades! Agora meu sonho é ir a Serra da Estrela e a Belmonte, terra de Cabral e visitar esse museu novo.
    Mas tenho uma dúvida cruel: dá para visitar esses lugares “sem carro”? Andei pesquisando uma possível viagem de trem mas os “comboios” só vão até Covilhã ou Guarda. Nessas cidades, tem ônibus para Belmonte? Existem passeios que turistas possam fazer pela Serra?
    Como não dirijo, tenho receio de não conseguir chegar até lá.
    Obrigada pela ajuda
    Abraços

  40. Toni Gravata disse:

    Olá Marilda
    Será benvinda à Serra da Estrela.
    Chegando à Covilhã ou à Guarda de combóio/trem pode partir para visitas a Belmonte, Sabugal, Almeida, ou passear pela Serra de ónibus/ autocarro. Para saber pormenores de trajectos, horários pode consultar os sites dos Postos de Turismo daquelas cidades.
    Se eu por cá estiver por alturas da sua visita também poderei ajudar.
    Bom passeio

  41. Eliane Issa disse:

    Olá Beto, Toni e Isabel!
    Primeiramente, gostaria de elogiar o blog do Beto, o qual não conhecia anteriormente. Com esta recém descoberta, fiquei fã! Parabéns Beto! Eu e meu marido adoramos viajar e, por conta desse enorme encantamento, resolvi também fazer um blog de viagens há algum tempo, por puro “hobby”. Além disso, me dá muito prazer deixar dicas para os eventuais leitores. Da mesma forma, Sempre pesquiso em outros sites e blogs quando pretendo fazer uma nova viagem e, procurando dicas sobre a Serra da Estrela, deparei-me com o seu blog e com os excelentes comentários do Toni e da Isabel.
    Como já disse, meu marido e eu estamos pretendendo ir a Portugal. É bem verdade que somente iremos em novembro, mas quando tentei reservar o Solar de Monfalim, em Évora, e não consegui, verifiquei que se fazia necessário reservar os hotéis com antecedência. Assim, não me restou alternativa. Percebi que deveria definir minimamente o meu roteiro. Por isso, preciso de sua ajuda!
    – Sempre que viajamos escolhemos um local para desfrutar com calma. Desta vez, elegemos a Serra da Estrela. Pretendemos passar por lá cinco dias, mas fico apreensiva… Vocês acham que pode ser enfadonho? Há risco de que todo o local esteja coberto por neve? Moramos no Rio de Janeiro e não temos prática alguma de guiar na neve…
    – Li um pouco a respeito de Manteigas e achei que esse vilarejo (é um vilarejo, não?) seria uma excelente base para explorarmos as outras vilas da serra. O que acham? Lá é bonitinho e acolhedor mesmo??? A escolha está boa?
    – Fala-se muito das Penhas Douradas, mas me parece um tanto retirado…Queríamos ficar no centrinho do vilarejo, interagir com as pessoas, poder caminhar no final de cada dia, descobrir restaurantes, cafes e caves legais, que se possa ir a pé, no próprio vilarejo. (Só no almoço queremos ir a outras cidades, mas no jantar… só abrimos exceção em uma das noites! Para ir ao Vallécula! Parece ser bem pertinho! Isso depois de já ter ido almoçar lá!! Viram como eu li tudinho???). Então, como hospedagem, reservei a Casa das Obras. O que acham? Fica próximo do “boxixo”? Pra vocês entenderem o que queremos curtir, como exemplo, cito nossa última viagem à França, quando passamos 5 dias no Vale do Loire. Lá, nossa cidade-base foi Amboise. Amaaaamos!!!
    Bem, tenho outras perguntas sobre a Serra a fazer, mas estas dependem das respostas às perguntas acima.
    Espero não tê-los cansado! Muitíssimo obrigada por antecipação, hehehehe!!!!
    Bjsssss
    Eliane Issa

  42. Beto disse:

    Olá, Eliane. Peço a você um pouco de paciência pois não posso te responder de imediato. Estou cheio de trabalho. Mas assim que tiver um tempo, te aviso por email e coloco aqui as respostas que eu puder dar às tuas questões. Abraço.

  43. Toni Gravata disse:

    Olá Eliane
    Desculpa só agora responder mas tenho andado com pouco tempo para “viajar” nos blogs.
    Primeiro devo esclarecer que Manteigas é uma cidade pequena mas não um vilarejo. Muito boa opção como “centro de operações” de visita à Serra da Estrela, com uma boa qualidade de vida, belo ambiente e linda paisagem envolvente.
    A partir de Manteigas acede fàcilmente ao pico da Serra por boa uma estrada de encosta por meio de floresta. Em Novembro é pouco provável que haja neve. Também não será longa a viagem a vários pontos interessantes.
    Rota 1(tem que sair bem cedo): Belmonte, Sortelha, Sabugal (almoço no Soito, sopinha de cornos), Almeida e Castelo Rodrigo.
    Rota 2: Pico da Serra, Seia (museu do pão), Linhares da Beira (almoço na Carrapichana, restaurante “Escorropicha Ana”) e Guarda.
    Dependendo do tempo disponível ainda se arranjam outros passeios bonitos.
    Terei gosto em ajudar.

  44. Pingback: Alô, dona de casa! O Queijo da Serra 2009 chegou! « O meu lugar

  45. Portugal é Excelente para Turismo por isto mesmo! Porque têm todo o tipo de Turismo, lha veja, praia, neve, campo, cidade, serra, rios, lagoas, castelos, monumentos, muita e muita história e muitos e muitos recantos para visitar!

  46. Deise Calazães disse:

    Estou indo no fim do mês. É a primeira vez.
    Pelo seu blog já tenho certeza que vou voltar.
    Obrigada por tudo!

  47. Beto disse:

    Você agradece por nada, Deise. Boa viagem. E volte aqui pra contar como foi.

  48. Lena disse:

    Adorei o blog e as dicas! Estou indo com meu marido e 2 filhos adolescentes pela primeira vez a Portugal em Março. Iremos a Oliveira do Hospital, próximo a Seia e gostaria de subir a serra, mas não poderemos atravessá-la pois depois ainda seguiremos para o porto. esta é uma época de neve, ainda? Será que com um oernoite conseguimos aproveitar um pouquinho? O que vale a pena? Obrigada pela atenção.
    Um abraço

  49. Esther Kerr disse:

    Amigos(de tanto ler os maravilhosos comentários de vcs, já estou me sentindo amiga!)
    Deixa eu c0ntar pra vcs meu roteiro. Todas as sugestões serão benvindas!
    Vou sair de Póvoa de Varzim, perto do Porto, casa de uma prima, com destino a Serra da Estrela – 19 de Set até 24 de Setembro na Casa das Penhas Douradas. Onde é melhor visitar?
    24 de Set vou pra Évora (até 27 de set). Já fui uma vez a Évora, muito rapidamente e adorei. A idéia é passar um dia inteiro explorando a cidade e outro talvez visitar a vinícola do Pera Manca ou da Herdade do Esporão. Conhecem? Vale a pena? Alguma outra dica nos arredores de Évora?
    De Évora parto pra Lisboa pra mais 5 dias inteiros.
    Agradeço desde já!
    Esther

  50. Na viagem entre a Serra e Évora, vale a pena programar uma visita a Marvão, que fica no caminho, já no Alentejo. A partir de Évora, vale conhecer Monsaraz (pra mim a cidade mais bonita do Alentejo), muito próxima da Herdade do Esporão (que não conheço), o Castelo de Arraiolos e Estremoz. Vale um jantar no Alandroal, no Restaurante da Maria, Rua João de Deus nº12. Veja o perfil do restaurante no Facebook https://www.facebook.com/pages/Restaurante-A-Maria/205868269444535 .

  51. Esther Kerr disse:

    Consigo ver Monsaraz, o Castelo de Arraiolos e Estremoz no mesmo dia? O q vale mais a pena?

  52. Se tivesse que escolher só um, Monsaraz, e eu consideraria até mesmo dormir lá uma noite. São lugares muito próximos de Évora (calcule as distâncias no Google Maps), mas pra fazer tudo num só dia vai ficar uma correria. Você disse que tem 3 dias pra Évora, portanto tem tempo suficiente, até porque se o teu objetivo são as vinícolas elas estão no caminho.

  53. Esther Kerr disse:

    Na verdade tenho 2 dias inteiros. Pensei em passar um em Évora mesmo e passear no outro. Monsaraz está eleito! E aproveito pra almoçar na Herdade do Esporão!
    Muito obrigada!
    Esther

  54. Regina D. disse:

    Pretendo ir a Portugal em janeiro. Vou a Coimbra e gostaria de coonhecer um pouco da Serra da Estrela. Qual o lugar mais próximo ? Seia é uma boa opção ? Não tenho prática em dirigir na neve, e não gostaria de arriscar em estradas muito pequenas, por isso procuro um hotel central, não afastado do centro. Agradeceria muito alguma indicação.

  55. Regina, sobre hospedagem siga as indicações da Isabel que estão no post. Leia também os comentários da Clara, que esteve lá no período de carnaval, portanto ainda no inverno. As estradas que cortam a serra são seguras mas estreitas. No inverno, eventualmente podem ficar interditadas em dias de mau tempo.

  56. João Castro disse:

    Como diz o autor do blog para conhecer o PORTO reservem 4 dias, mas para conhecerem a zona norte reservem 4 semanas

  57. Amanda disse:

    Ola, adorei o blog de voces e esta me ajudando muito. Irei a Portugal no inicio de outubro e gostaria de opinioes a respeito do roteiro em que estou pensando. Lisboa 4 dias, conhecendo arredores, apos 2 dias em Evora, partir para Serra da Estrela, pernoitar e seguir para regiao norte Peso da Regua, ficar 2 dias e apos seguir para Porto, ficando 3 dias Desde de ja agradeco!!!

  58. Amanda, acho o seu roteiro ótimo. Se você estiver de carro, programe um passeio a Monsaraz saindo de Évora e, na viagem para a Serra da Estrela, inclua Marvão para um pitstop. Se tiver tempo, dê uma passada em Belmonte (que também fica no caminho). Boa viagem.

  59. Marise Grecca Garcia disse:

    Boa noite a todos! Meu nome é Marise. Sou do estado de São Paulo, Brasil. Eu, meu marido e mais 2 casais de amigos iremos conhecer Portugal no período de 17 de setembro a 03 de outubro de 2013. Chegaremos em Lisboa dia 18/09 e retornaremos também de Lisboa dia 03/10. Gostaríamos de conhecer a produção de queijos da Serra da estrela, produção de vinhos e também de azeite. Pretendemos conhecer o interior, as aldeias, a vida no campo dos portugueses. Vocês poderiam me ajudar com dicas e endereços desses lugares? Aguardo resposta. Desde já, agradeço. abraços, Marise

  60. Beto disse:

    OK, Marise, talvez eu possa ajudar. Explique o vosso roteiro e quais as dúvidas. O acesso à produção do Queijo da Serra talvez não seja muito fácil, porque há restrições sanitárias à visitação. Mas não é impossível. Vinho e azeites há visitação com degustação na maioria dos grandes produtores das principais regiões, mas não sou expert no assunto. Fico à sua disposição para o que eu puder ajudar. Abraço.

  61. Marise Grecca Garcia disse:

    Obrigada, Beto, pela sua atenção em responder-me. Depois que conheci esse blog fiquei muito entusiasmada em conhecer tudo. Estou lendo com atenção todas as postagens. Vou tentar fazer um roteiro que submeterei a você, prá saber sua opinião e suas dicas. O que estamos pensando é ficar alguns dias em Lisboa, conhecer os arredores e ir caminhando até o norte, passando por Porto. Farei um roteiro com os dias que dispomos . Desde já agradeço muito a sua ajuda. Abraços,
    Marise

  62. Sonia Maria Cesar disse:

    Isabel
    Vi que vc é muito atenciosa . Eu e minha filha iremos a Portugal dia 28 de dezembro , ficaremos até o dia 3 de janeiro em Lisboa, depois viajaremos pelas cidades a conhecer Portugal. Dia 11 iremos para a Serra da Estrela. Tenho medo de dirigir em locais com abismos e nunca dirigi com neve, pois moro no Rio de Janeiro. Vc poderia dar umas dicas de distritos com baixa altitude e estradas seguras ou outras alternativas para irmos e nos hospedarmos na Serra.
    Obrigada

  63. Dan disse:

    Parabéns! Gostei muito do seu blog.

    Temos um blog com relatos de viagens também e gostaríamos de convidar para dar uma “viajada” por lá… é Muita Viagem! =)

    Muita Viagem – blog com relato de viagens

  64. Maria disse:

    Poderiam me indicar um local de preparo do queijo da Serra? Ficarei em Manteigas 5 dias e gostaria muito de conhecer! Obrigada

  65. Maria, infelizmente eu não tenho essa informação. O centro da produção e comercialização do queijo, se não estou enganado, fica em Celorico da Beira. Você vai ter que pesquisar.

  66. Iberê do Nascimento disse:

    Eu e Luciana pretendemos fazer uma viagem para Portugal em Janeiro. Gostei muito das recomendações e do roteiro que o Beto sugeriu para a Clara. Uma dúvida que temos é em relação à reserva antecipada de hoteis em Évora e Serra da Estrela. Nossa idéia é chegar e sair de Lisboa, e neste caso deixaremos reservada a hospedagem. Em Lisboa pretendemos alugar carro e partir para os roteiros

  67. Ana Maria disse:

    Sairei de Porto para ir a Serra da Estrela e terei dois dias então ajude quanto ao trajeto e o que fazer nestes poucos dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s