Entre bichos, plantas e orquídeas

 orquideas450.jpg

Se um dia você vier a Santos e um dos seus interesses for conhecer o Orquidário Municipal, informe-se antes pra saber se é fim de semana de feira de orquídeas. Ou então programe a visita para o mês de novembro, quando acontece a exposição anual de orquídeas. Há muitas exemplares dessas espécies espalhadas pelas árvores do Orquidário, como acontece na natureza, mas nem sempre é fácil identificá-las no meio da farta vegetação. Esse parque zoobotânico é um dos meus lugares preferidos na cidade, até porque eu moro ao lado e o tenho à vista da minha janela. No início de junho, haverá uma nova feira. Eu aviso aqui os dias e horários.

ninfa450.jpg

O Orquidário fica no José Menino, bairro tradicionalmente procurado pelos veranistas da capital e do interior. Deveria ser um mostruário da fauna e da flora da Mata Atlântica. Há anos que os biólogos, veterinários e ambientalistas envolvidos em sua conservação e manejo tentam pôr em prática um plano diretor com este objetivo. Mas para isso é preciso vencer a história do próprio parque, que ao longo do tempo absorveu espécies exóticas como pavões e falsas seringueiras, a burocracia da administração pública e o conservadorismo dos santistas, avessos a qualquer mudança na sua paisagem afetiva.

ninfa225.jpg

canal225.jpg

À entrada do parque tem essa ninfa lá de cima e aqui à esquerda. E este pequeno canal, parte do complexo de canais concebido pelo engenheiro Saturnino de Brito no início do Século XX, conduz por toda a extensão do Orquidário as águas de um pequeno riacho nascido no sopé dos morros vizinhos.

bromelia.jpg

O parque não é muito grande, tem um pouco mais de 22 mil metros quadrados, mas dá pra viajar nas jóias com que a natureza nos surpreende, como a delicada bromélia acima.

orq1.jpg

orq400b.jpg

A vegetação é exuberante, como dá pra ver acima.

borboleta.jpg

E atrai pássaros da Serra do Mar  e borboletas dos morros próximos. Esta estava em plena atividade de polinização.

ponte450.jpg

O parque tem um grande lago, habitado por biguás, garças, marrecos, patos selvagens, tartarugas, cisnes e carpas.

cotia.jpg

As cotias andam soltas e de vez em quando empreendem fugas espetaculares, em grande velocidade, pelas ruas adjacentes. Podem-se ver também bichos-preguiça (tem um que é síndico no prédio em frente), cágados, um casal de lontras, veados-catingueiros, micos-leões, sauins de coleira e um casal de macacos-aranhas.

pavao2251.jpg

pavoes400.jpg

Durante muitos anos os pavões foram a grande atração do Orquidário. Esses bichos foram trazidos da Índia pro Brasil, há muitos anos, pelos portugueses. Tempos em que ninguém falava de Mata Atlântica, nem de conservação da biodiversidade nativa. Eram, e continuam sendo, decorativos e exibidos. As crianças, como os tigres de Bengala, adoram.

frangos.jpg

patos.jpg

No Viaje na Viagem pintou uma “polêmica” sobre frangos d’água. E não é que no Orquidário tem alguns exemplares? As aves da foto nada têm a ver com o tal frango, estão aí só pra eu poder dizer que tem um recinto fechado (uma grande tenda de tela) dentro do parque, em que você pode interagir com as aves, sabiás, pássaros pretos, graúnas, tiês, tucanos, etc…, que ficam soltas voando ao redor.

jacare450.jpg

Outro queridinho da criançada é o balão aí de cima. Há dúvidas se se trata de um jacaré-cachalote ou do papo amarelo. Na placa diz que é do papo amarelo, mas olhando pra ele…

arara.jpg

Não é fácil fotografar os animais atrás dessas telas. Faltam recursos para modernizar os recintos onde os animais são expostos. Mas a variada coleção de araras, papagaios e outros psitacídeos é bem interessante e os bichos são bem tratados.

viveiro450.jpg

Eles moram nesse gaiolão aí de cima. 

orquideas450b.jpg

Neste último fim de semana teve feira de orquídeas. É quando o parque fica melhor de ser visitado.

 orquidea1.jpg

Nessas feiras você pode comprar flores e plantas e obter informações dos orquidófilos sobre como cultivar as espécies. 

orquidea2.jpgorquidea225.jpg

Sempre no mês de novembro há uma grande exposição de orquídeas, atraindo cultivadores de todo o Estado de São Paulo. Elas concorrem numa espécie de concurso de miss. Também no período da exposição é possível comprar orquídeas.

orquidea450.jpg

orquidea400.jpg

Quem não gosta de flores bom sujeito não é, é ruim da cabeça, ou doente dos olhos. Pra mim, flor tem tudo a ver com sexo. Cês não acham? Ou será que é da minha cabeça? 

Se eu sou ruim da cabeça, o que vocês pensaram quando viram o filminho aí de cima (que só tomei coragem de postar depois que os Destemperados e o Viaje na Viagem conseguiram dar esse pequeno passo para um homem, mas um grande passo para o Teco).

balance.jpgescorregador.jpg

Pra não terminar numa sugestão vagamente pornô, vale reforçar que o Orquidário é um lugar sobretudo para crianças. Tem um playground do lado de dentro, em frente ao recinto do jacaré (será que é por isso que ele tá gordo?), e um do lado de fora do parque, que funciona como uma pracinha. Ah! O ingresso pra visita custa UM REAL. Acho que é a única coisa no Brasil que custa um real. O Orquidário funciona das 8 às 18 horas e fecha às segundas-feiras (a não ser que seja feriado, porque aí abre e só fecha no primeiro dia útil).

Anúncios

Sobre Beto Paschoalini

É o que dizem por aí.
Esse post foi publicado em Brasil, Santos. Bookmark o link permanente.

49 respostas para Entre bichos, plantas e orquídeas

  1. catitausa disse:

    parece jardim botanico

  2. Emília disse:

    Beto, que lugar bacana…mais um motivo para descer a serra (como se precisasse mais motivo). Adoro esse ar de jardim antigo, cheio de musgo…fotos lindas!
    Aliás, parabéns pelo blog, tá demais 🙂

  3. oanodalargartixa disse:

    Vivendo e aprendendo. Sempre achei que todas as preguiças estavam dentro do Orquidário, e agora descubro que uma escapou e virou síndico de prédio! Santos, como mostra a posto de hoje, é cheia de lugares interessantes e grandes mistérios.

  4. oanodalargartixa disse:

    Por falar em preguiças, onde foram parar as preguiças que viviam nos galhos da Praça dos Andradas? Foram “remanejadas” para o Orquidário, morreram, foram deportadas quando a praça foi “enjaulada”,enfim, o que aconteceu com elas?
    Aos santistas mais novos, um aviso: existiam, sim, preguiças na “Praça da Rodoviária”. Elas ficavam soltas por lá e, de vez em quando, uma delas descia para o chão, onde, por motivos óbvios, permanecia por longo tempo, até alcançar de novo o tronco de uma das árvores. Aliás, um dos passatempos dos humanos que competiam com a preguiça das preguiças era ficar observando as ditas cuja se arrastando pelos galhos, diversão para uma manhã ou tarde inteiras.

  5. Diogo disse:

    Demais, Betão!!! Lindo cara…

    Abração, Diogo.

  6. Pingback: O Segundo Rabo « O Ano da Lagartixa

  7. Emília disse:

    😆
    Só agora eu vi o videozinho…
    😆

  8. Carmen disse:

    Maravillosas orquídeas. Qué lugar más hermoso!.

    Recuerdo que cuando era pequeña en un jardín cerca de mi casa había un pavo real. Me pasaba horas observándolo hasta que abría su cola. Era fascinante, con sus plumas tan llenas de color.

  9. Diego disse:

    “Um grande passo para o homem” foi ótimo…Hehe.
    Aos pouquinhos a gente vai se tornando multimidia né.
    Amanhã já vamos mandar outro videozito desses.
    Pode não ficar bom, mas divertido é né.
    Parabéns pelo blog. Tá show. Vejo sempre.

    Abraço

  10. Beto disse:

    Brigado Diegão. Também vejo sempre o Destemperados.

  11. Arthur disse:

    Muito bonito. Como disse a Catita, lembra muito o Jardim Botânico do Rio. Mas eu acho que aquele jacaré está gordo de comer as tartarugas do lado dele. Já fizeram uma recontagem delas? 🙂
    Abraços!

  12. Beto disse:

    Chamam-se tartarugas chips.

  13. oanodalargartixa disse:

    Até agora ninguém me respondeu para onde foram as preguiças da Praça dos Andradas? Já tentei no Google, mas também não encontrei resposta.

  14. oanodalargartixa disse:

    Até agora ninguém me respondeu para onde foram as preguiças da Praça dos Andradas. Já tentei no Google, mas também não encontrei resposta.

  15. Beto disse:

    Se não me engano, foram para o Orquidário. Ou para a fábrica de sabão ecológico…

  16. oanodalargartixa disse:

    Sugiro criarmos o Movimento das Prequiças da Praça dos Andradas, a exemplo das Mães da Plaza de Mayo.

  17. Beto disse:

    Imagina as preguiças com lenço na cabeça, segurando cartazes com as fotos das preguiças desaparecidas, andando em circulos durante todo o dia (e a noite, e o dia seguinte…). Seria bom pro turismo. Iria agitar esta cidade, tirar da letargia. Grande idéia, o que é um fenômeno sobrenatural vindo da sua parte.

  18. Não entendo por que certas pessoas se tornam tão agressivas – ou irônicas, 0 que dá no mesmo -, quando estamos tratando de um assunto tão sério quanto o desaparecimento das preguiças da Praça dos Andradas.

  19. Beto disse:

    Pôxa! (como diria o Pelé). Falei sério. A única ironia foi a menção à sua inteligência, que está acima de qualquer suspeita. Cê não acredita em bicho-preguiça de esquerda?

  20. oanodalargartixa disse:

    Pra ser absolutamente sincero, de esquerda mesmo, só as lagartixas.

  21. Diogo disse:

    Hahahahahahahahahahahahahaa…. cacetada, que teto preto esse papo, hahahaha!

    Mto bom, mto bom!

  22. Beto disse:

    Teto preto é pouco, Diogo. Chão e paredes também.

  23. Diogo disse:

    Lá é assim Beto: o cara gosta tanto da própria dica que se auto-prestigia, hahahahahaha!!!!

    Cara, teto, chão e paredes pretas é aquele lance dos morangos lá. Meu, uma estufa com morangos hidropônicos onde bomba de Rolling Stones à Raul Seixas, é uma viagem!!!

    O Corvo Bêbado ia se sentir em casa lá, hahahahahahaha!!!!

    Abração meu garoto.

  24. Beto disse:

    Olhaqui, Diogo. Cê tá fazendo uma idéia errada do Corvo. O cara só ouve padre Marcelo e só come tofu. O máximo a que se permite, depois que ouviu a gente falar, é fazer umas pranayamas básicas.

  25. Diogo disse:

    Ah, tá bom… pô, foi mal ae Corvo! Peguei pesado né?!

    Tá, tá bom, retificando: A Lagartixa ia se sentir em casa lá. Se bem que não tem muita parede pra ela…

    😎

    Abrassss

  26. A quem possa interessar, há tempos abandonei as drogas, inclusive essa tal de pranayama e outras substâncias psicoativas de origem oriental. Agora, voltando ao que interessa, recebi informações seguras de que há pelo menos uma preguiça remanescente do bando inicial ainda se esgueirando entre os galhos das árvores da Praça dos Andradas. De algum modo, essa preguiça clandestina consegue se comunicar com as preguiças do Orquidário, onde, fontes seguras também informam, há um crescente clima de agitação que já se alastra para outras espécies. Como vocês devem saber, o poder de persuasão das preguiças só não é maior do que o das lagartixas.

  27. Claudio disse:

    Adorei seu blog, cara!!!!
    Aproveitei seu comentario no VNV e vim dar uma checada…Vc escreve de forma muito bem humorada e inteligente e fotografa muito bem…
    Agora, aproveitando a polemica do VNV, o titulo foi bem apropriado…”Entre bichas, plantas e orquideas”…hahahahahahahaha

  28. Diogo disse:

    Hahahahahahahahahahahahaha, o Cláudio quebrou tudo!!! Matou a pau na sugestão de título, hehehehehe… mto bom!

    Abração Betão, e atualiza aí pra gente ver coisa nova meeuu!!!

  29. Beto disse:

    Cláudio, seja benvindo.
    Diogo, esperaí…

  30. Diogo disse:

    Tá. Tô esperando…

    Como tava lá ontem? Contaí 😎

    Abrassss

  31. Carla2 disse:

    Beto, adorei as “tartarugas chips”, tô rindo até agora!! 😆

  32. Pingback: Feira de Orquídeas no fim de semana « O meu lugar

  33. victor disse:

    ai vc pesquisa e nem coloca o nome das flores sua anta

  34. Beto disse:

    Benvindo ao mundo das antas, Victor 😉 .

  35. Pingback: O barato das orquídeas « O meu lugar

  36. Orquídeas são minhas flores preferidas. Não é à toa que estas fotos enchem os meus olhos. Parabéns a quem teve a iniciativa de criar uma página tão bacana!

  37. thais disse:

    Oi eu gostaria de saber qual é a menor orquídea da mata atlântica!!!
    Pois eu encontrei no sitio da minha mãe uma orquídea minuscula de comprimento …
    eu gostaria da sua resposta !!!

  38. carine disse:

    adorei as fotos e os videos tambem,
    estavam maravilhosos

  39. Pingback: Quando estiver em Santos vá ao Orquidário | Radar Verde

  40. Pingback: Viajando na janela « O meu lugar

  41. THAYNA disse:

    ADORE O ORQUIDARI FOI MARAH MESMO

  42. octavio alves junior disse:

    precisso de sementes, mudas…. gratis. citronela e flores … plantas…de que for possivel. obrigrado. local para plantar tem . moro em santos embare. quero levar e plantar na bahia .

  43. Beto disse:

    Octavio, apesar das frequentes recomendações, não sei ao menos plantar batatas. Lavoura, pra mim, é só contemplação. Mas o pessoal do Orquidário pode te ajudar. Vá lá falar com eles. Abraço.

  44. Maria Brum Almeida disse:

    =(^:^)=…
    OLÁ, EU TENHO A MENOR ORQUIDEA DO MUNDO!!!!!
    ELA FLORECE TODO O ANO.
    MEU MARIDO QUE A ENCONTROU NA MATA …
    ESTOU CUIDANDO E AMO DEMAIS!
    PARA VELA BEM, TEM QUE USAR UMA LENTE.
    MANDE SEU E-MAIL QUE ENVIO A FOTO

    mARIAZINHA ( PROTETORA DE ANIMAIS…)

  45. vilma da silva ferreira disse:

    adorei o orquidario pretendo levar um grupo da terceira idade para visita-lo ainda esse mes de setembro mande resposta pelo meu e-mail grata e suas programações para o final de setembro .

  46. Beto disse:

    Vilma, você não deve ter notado, mas o post é de maio de 2007. No momento, o Orquidário está fechado para reformas e só deve reabrir no ano que vem. A Exposição Nacional de Orquídeas deve ser realizada em outro local, mas a prefeitura ainda não divulgou. Caso deseje programar a visita, ligue para a Secretaria de Turismo, quem sabe eles já tenham definido o novo local:(13) 3201-8000. Obrigado pela visita.

  47. Onofra disse:

    Quero comprar pavaes. e galhias de nrasas raras.
    se voces tiverem por favor mande as informacoes para o meu imail.
    Obrigada.
    Bea>

  48. elisa disse:

    minha cidade ….desde crianca vou no orquidario…amo este lugar….nao existe nada comparado …parabens MEU ORQUIDARIO

  49. Mary disse:

    Olá =)
    Saberia me dizer qual o nome da bromélia rosinha que aparece em uma de suas fotos?

    Em meu quintal surgiram 3 delas, mas uma delas estava em uma árvore que tivemos que remover, e agora não sei qual o melhor lugar para tentar deixa-la. Com o nome dela certamente seria mais fácil buscar informações…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s