Ossos do ofício

ossocamelo1.jpg

Cês tão vendo a foto desse osso aí? É da coluna vertebral de um camelo, ou dromedário, who cares? A minha fisioterapeuta cares… Ela foi à Tunísia, recentemente, e num passeio pelo deserto viu surgir do nada uma tenda. Ela fixou os olhinhos japoneses e suas papilas gustativas encheram-se de água: um tapete coberto por ossinhos e ossões. Tudo à venda. Juro que ela pareceu muito séria quando nos disse que aquele camelo – este, representado pelo osso roído da foto – a estava chamando no meio do nada. Entusiasmada, ainda nos mostrou a foto e apontou para um dos ossos, comentando: “Este ilíaco aqui era lindo!” De fato, vocês precisavam ver que ilíaco! Com I maiúsculo.

discocamelo.jpg

O disco intervertebral (em detalhe, na foto acima) quase intacto do pobre ex-camelo – que segundo ela não tinha hérnia de disco, ufa! – foi a lembrança mais arrebatadora, além das centenas de fotos, que a minha amiga trouxe da sua passagem pela Tunísia. Vai guardar por toda a vida e deixar pros netos, que não sei como farão para contar aos filhos, os bisnetos, o que diabo a bisavó tinha na cabeça pra guardar um osso de camelo durante tantos anos. Eu a entendo perfeitamente.

É óbvio que ela também gostou das estupendas ruínas romanas espalhadas pelo país, da vida estranha no meio do deserto, da limpeza extrema das cidades e da segurança que aquele país inspira a quem viaja por ele. Ela amou tudo, inclusive os dias que, pobre coitada, passou em Paris antes de voltar, sem encontrar um só osso, uma mísera cartilagem que fosse, a não ser aqueles em exposição no Louvre.

Eu a entendo, porque em nenhum outro lugar do mundo o seu interesse por ossos, articulações e hérnias de disco seria tão plenamente satisfeito quanto no deserto da Tunísia, naquele mercado improvável de ossos de camelos. Ela pôde ali realizar o desejo louco de ter o seu próprio conjunto natural de vértebras com o disco preservado, além daquele que carrega desde o berço, mas indisponível para o público.

Eu sempre escorrego na filosofada, mas não tenho como deixar de lembrar do velho Ratinho, o meu viajante predileto, com aquela história dos peixes voadores que voam, voam, voam, mas nunca saem do mesmo oceano. É a maior verdade que ouvi sobre viagens em minha vida. Voamos como os peixes voadores, sem jamais sair dos nossos próprios oceanos. É isso que me faz gostar tanto de ir cada vez mais longe.

Anúncios

Sobre Beto Paschoalini

É o que dizem por aí.
Esse post foi publicado em Viajandão. Bookmark o link permanente.

19 respostas para Ossos do ofício

  1. Diogo disse:

    É isso aí Betão!! To contigo e não abro. Essa é a vibe!!

  2. Turquia parecia interessante na época que você foi. Hoje talvez nem tanto, já que a situação pra aqueles lados não é das melhores.

  3. aisha disse:

    Carlos, fui à Tunísia, e não Turquia. Dentre os países africanos, é um dos mais estáveis econômica e politicamente. Pode ir sem receio !
    É por isso que atendi ao chamado do meu dromedariozinho e fui buscá-lo no Deserto do Sahara ( /Sárrara/ é assim que eles dizem, ), para que ele seja visto e admirado por muitos …
    Inshallah !!!

  4. Beto disse:

    Aisha, que bom tê-la aqui. Acho que o Carlos fez o que eu faço sempre no blog dos outros. Leu um post e comentou no outro. Bjs.

  5. Emília disse:

    Beto, ultimamente eu só tenho me interessado pela minha relativamente jovem e já alquebrada coluna e como vou fazer para poder sacolejar com a dita cuja para lá e para cá nessa t(T)erra.
    E aproveito para dar um grande abraço virtual em você e na Teté. Aproveitem o final de ano e desejo a vocês um 2008 cheio de momentos felizes e muitas viagens 😀
    Até o próximo ano!

  6. Carla disse:

    Beto, mais um post impagável… Aproveito para dizer que eu provavelmente teria ficado fascinada pela coluna do dito camelo – tão mais bem preservada que a minha, e muito mais exigida… 😉

    Um feliz Natal para vocês, e um 2008 excelente!

  7. Beto disse:

    Carla e Emília, o mesmo pra vocês em dobro. Beijinhos

  8. Majô disse:

    Beto e Teté, passo para desejar Boas Festas procês !!!
    Ah Tunísia está na minha lista de desejos…. 😉

  9. Carla Castro disse:

    Beto,

    nunca deixe de escorregar na filosofia nos seus posts!!! COm suas viajadas é que nós viajamos!!!

    Abraços, feliz Natal atrasado e um fantástico ano novo!

    Carla

  10. Eu não tenho dúvidas de que você seguramente ganharia dinheiro escrevendo colunas nas revistas mensais de boa circulação no Brasil, até mesmo expandindo um pouco mais para um livro de crônicas. Muita bacana, bem escrita e no ponto.

    Parabéns e ótimo Ano Novo

  11. Lucia Malla disse:

    Beto, um brinco esse texto. Amei a vértebra! Pelo visto, se a Tunísia é assim, vou adorar no dia q por lá for. 😀

    Um ótimo 2008 para vc! Bjs.

  12. Diogo disse:

    Toc toc toc. Tem alguém em casa? Trago votos de um ótimo ano, com muita saúde, paz, botellas de vino, mesa farta, amigos reunidos, pranayamas, ásanas, praia, sol, mar, viagens e amor! Precisa de mais alguma coisa?

    O teu guia de Punta tá indo. Espera que ele chega.

    Um beijo carinhoso na careca, querido amigo.

  13. Beto disse:

    Arnaldo, Lucia e Diogo, obrigado por tudo e retribuo os votos de bom 2008 pra vocês também. Abrações

  14. Adorei! Essa fisioterapeuta é a que te mata com a ioga?

  15. Diogo disse:

    Meu, qdo chegar o guia aí na tua casa tu me avisa tá? Postei no correio semana passada. Portato, ele está a caminho já…

    😎

  16. Diogo disse:

    Um post por mês é? É essa a freqüência? Que barbaridade…

  17. Beto disse:

    É, Dioguito, tem que estalar o chicote pra botar esse povo pra trabalhar. Logo, logo eu boto alguma coisa nova aí. Já tenho as fotos, só falta tempo pra escrever… Mas não desisti, não. Um dia tô de volta. Abrçs

  18. Diogo disse:

    Relaxa Betão… sou brasileiro e não desisto nunca. Lembra dessa? 😉

  19. Clarissa disse:

    Só mesmo uma fisioterapeuta pra ir ao deserto da Tunísia e comprar esse tipo de souvenir…Muito bom o post!
    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s